Made in China: megaconstruções e gigamáquinas

Não é novidade que a China é um dos países que mais crescem no mundo. Com uma economia totalmente voltada à exportação, o “made in China” é uma das frases que mais são vistas em produtos de diversos segmentos: automobilístico, eletrônico, têxtil  e muito mais.

E engana-se quem pensa que a engenharia fica para trás. Os gênios chineses estão contribuindo cada vez mais para que o país se torne referência mundial em obras grandiosas e gigantescas.

O projeto

Uma das últimas façanhas dos chineses é um grandioso projeto de conexões de transporte com o objetivo de estabelecer ligação direta com a Europa e a África, para, assim, expandir ainda mais seus limites econômicos. Como a velocidade de execução é sempre um quesito indispensável para os chineses, já estão sendo projetadas megamáquinas de construção sob medida para acelerar todo o processo.

O projeto, idealizado pelo presidente chinês Xi Jinping em 2013 e denomidado Belt and Road Initiative (BRI) – algo como Iniciativa Um Cinturão, Uma Rota –, tem o objetivo de interligar dois terços da população mundial em 70 países por meio de uma rede de ligações terrestres (o “cinturão”) e vias marítimas (a “rota”). Todo o investimento necessário foi estimado em trilhões de dólares, a serem arrecadados através de iniciativas pública e privada.

O projeto tem avançado, podendo ser notado além dos limites do território chinês, onde estão sendo construídas novas ferrovias em ritmo acelerado.

_102666028_china_rail_map_portuguese_ws_v2_976-nc

Planos de extensão ferroviária da “Iniciativa Um Cinturão, Uma Rota”

As megamáquinas

Como qualquer grande construção, alguns obstáculos estão sendo encontrados. Um deles é o fato de que grande parte das linhas ferroviárias deveriam estar suspensas sobre vales. A dificuldade maior foi construir vias férreas de alta velocidade em curto tempo. Para isso, uma inovadora máquina foi projetada. A popularmente conhecida como Monstro de Ferro transporta, eleva e posiciona seções de trilhos, formando pontes de ferrovia.

O funcionamento da máquina se dá da seguinte forma: Com o auxílio de suas 64 rodas, o monstro de ferro transporta um bloco e o coloca no lugar. Depois volta, apanha mais outro bloco, e volta pela parte que acabou de ser colocada. Essa dinâmica de funcionamento acelera todo o processo de execução da obra, além de permitir que a construção seja realizada nos locais mais difíceis. A resistência das ferrovias é garantida pelo fato de que a própria máquina pesa ainda mais do que qualquer composição ferroviária, sendo ela mesma uma espécie de teste da estrutura, com cerca de 580 toneladas.

102666032chinadatapic-gdchina1bridgebuilderwslanguagesbrazil-3nab1-nc

Monstro de Ferro

Outra megamáquina utilizada no projeto é a TBM Slurry, com o objetivo de escavar um túnel de 5km em uma região de terremotos, para uma rodovia de seis pistas. Essa é uma nova “made in China”, visto que até então o país costumava importar máquinas desse porte. A fabricação própria é recente.

A máquina contém um enorme disco giratório capaz de escavar a terra e cortar as rochas à sua frente. A máquina se move para frente impulsionada por cilindros hidráulicos, e tem uma estrutura traseira que permite que os trabalhadores instalem as paredes na parte do túnel que já fora escavada.

102666033chinadatapic-gdchina2tbmwslanguagesbrazil-zmijp-nc

TBM Slurry

Com exemplos gigantescos como esses, não restam mais dúvidas de que a China tem tudo para continuar a se sagrar como potência mundial na área da engenharia. As megamáquinas com as quais o país vem conquistando o mundo são um fator determinante para tal avanço. Outra importante parcela nesse progresso é a ambição dos chineses, que não deixam escapar uma oportunidade de expandir sua economia e lucrar cada vez mais.

Como presente e futuro da engenharia, os colegas chineses são ou não são exemplo e inspiração para nós, profissionais brasileiros?

Fonte: BBC 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s