Catedral de Notre-Dame

 

Um dos pontos turísticos mais famosos do mundo é a Catedral de Notre-Dame que fica em Paris, cidade da França. Começou a ser construída em 1163, levando 200 anos para ficar pronta, sendo uma das construções mais antigas do país, compondo em seus detalhes um estilo gótico, decorado com pedras e vitrais que recriam histórias bíblicas. A animação O Corcunda de Notre-Dame não tem esse nome por acaso. A história, baseada no livro do famoso escritor francês Victor Hugo, tem a igreja como cenário principal. O personagem principal das obras é o corcunda Quasímodo, que mora e trabalha na Catedral e se apaixona pela cigana Esmeralda. Victor Hugo se inspirou em um operário que trabalhou de verdade em Notre-Dame para criar o protagonista, que mais tarde, tornou-se um clássico da Disney. A igreja não era apenas um simples prédio com contornos e formas rústicas, mas um local que guardava muitas histórias que marcaram a vida e memória do povo francês sendo, por exemplo, palco da coroação do imperados da França, Napoleão Bonaparte, em 1804.

 

Fonte: google.imagens

 

Na ultima segunda- feira, dia 15/04/2019, a catedral foi tomada por um incêndio que, como todos os outros, deixaram marcas e grandes perdas. A igreja apresentava patologias em sua estrutura devido abandono e falta de manutenções periódicas. O prédio estava sendo restaurado desde o ano passado, quando a Igreja Católica francesa fez um apelo por financiamento para salvar a estrutura alegando diversos problemas. Infelizmente, ainda não há confirmação sobre as causas do acidente, mas a polícia de Paris afirmou que o fogo pode estar ligado aos trabalhos de restauração da catedral. O telhado ficou destruído e grande parte da estrutura da igreja ficou extremamente danificada junto com as esculturas presentes. Vale ressaltar que a catedral de Notre-Dame abrigava acervo inestimável de arte e relíquais sacras que potencializavam seu turismo.

 

Fonte: Gigarama.ru

 

Infelizmente, apenas sobre desastres como estes, param- se para repensar como estão negligenciando o cultivo e zelo sobre a cultura, arte e história do ser humano. Assim como no Museu nacional do Rio de Janeiro, junto com o fogo foi-se embora vida, história e anos de pesquisas. Contudo, a sociedade deve repensar o valor que estes registros têm, buscar formas de conserva-los e fiscalizar as obras de manutenção destes marcos para que eventualidades que o mundo tem vivenciado nos últimos tempos seja dizimados da história.

Fonte: G1.com; bbc.com/portuguese

 

 

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s