Por que não no Catar?

A Copa do Mundo da Rússia acabou e já deixa saudades para aqueles que adoram assistir jogos atrás de jogos e sentir o famoso “clima de Copa”. Para os mais fanáticos, duas informações que incomodam: o próximo mundial será apenas em 2022 e em um lugar no mínimo inusitado, o Catar

catarq-900x505

Se havia alguma dúvida sobre qual o único fator importante na escolha das sedes das Copas do Mundo pela Fifa, ela foi desfeita em 2010. A opção pelo Catar foi meramente financeira e disfarçada pela entidade com o discurso de “levar o futebol a novas fronteiras”. A vitória do Catar foi classificada como tendo alto risco operacional pela mídia estadunidense, australiana e britânica e foi severamente criticada após os escândalos de corrupção na FIFA.  Dinheiro não será problema para o maior exportador de gás natural liquefeito do mundo, e por isso os delegados da Fifa, como Joseph Blatter – hoje banido do futebol – levaram a Copa para o Oriente Médio.

Muitos fatores sugerem que o Catar pode não ser uma boa opção para sediar uma Copa do Mundo, como questões políticas, já que o país não reconhece o estado de Israel e uma eventual classificação do país poderia criar problemas; questões religiosas que preocupam diante do conservadorismo radical; e o calor, visto que em determinados períodos do ano as temperaturas costumam chegar a 50 graus centígrados. Porém, a FIFA e o governo local garantem que os problemas serão contornados. Por exemplo, o evento foi marcado para ser realizado em uma data alternativa de 2022 – novembro e dezembro –  visando um período com temperaturas sensatas para realização de partidas de futebol.

FBL-QATAR-WC-2022-STADIUM

Entretanto, existe um fator que confirma que a Copa do Mundo no Catar já é um verdadeiro desastre. Um novo relatório da Anistia Internacional revelou, em 2013, que o setor da construção civil no Catar encontra-se repleto de abusos, com os trabalhadores empregados em vários projetos de milhões de dólares sendo intensamente explorados. No país, a maioria da mão-de-obra barata é formada por imigrantes do Nepal, Índia e Paquistão que são expostos a longas jornadas – muitas acima de 12 horas – e lidam com um ambiente de trabalho pouco seguro e carente de infraestrutura adequada. Há relatos de condições análogas à escravidão nas obras da Copa. Passaportes são confiscados e os salários são retidos pelos chefes durante meses. Tudo isso sob as condições climáticas bastante improprias.

Um relatório da International Trade Union Confederation constatou que 1200 imigrantes, a maioria da Índia e do Nepal, já perderam suas vidas em 2015 e a estimativa da entidade é que, no total, 4 mil operários vão morrer até o começo dos jogos, em 2022. As mais diferentes adversidades nas condições de trabalho levam os trabalhadores à morte: acidentes de trabalho, ataques cardíacos, doenças desenvolvidas por conta da vida precária e até suicídio. Um representante do comitê organizador da Copa no país negou as informações e disse que os números estavam errados.

Comissões de direitos humanos pedem o fim do sistema local chamado “kafala”, muito comum nos países árabes do Golfo Pérsico. Nesse sistema, os imigrantes sem qualificações e dinheiro entram no Catar para trabalhar com a ajuda de um “patrocinador”. Este paga o visto, o custo da viagem e a hospedagem. Geralmente, essa pessoa é o futuro chefe, abrindo margem para a exploração dos trabalhadores: eles chegam ao país já devendo para seus empregadores.

O problema está longe de ter fim e todo o crescimento em infraestrutura almejado pelo Catar pode apagar a situação trágica de segurança do trabalho nas construções de metrôs, aeroportos, redes ferroviárias, hotéis e estádios. O crescimento econômico do país de 15,5 a 21 por cento ao ano é manchado por milhares de mortes de operários imigrantes.

FONTE: ESPN; Exame; Ig.

Anúncios

Fortaleza – Capital Alencarina

No ano de 2017, além de visitar a cidade de Vitória em março, o PET Civil UFJF tem sua presença confirmada no IV Conpet Civil, no mês de abril. O evento será realizado na capital cearense, Fortaleza, terra do ilustre poeta romantista José de Alencar.

Capital brasileira mais próxima da Europa, a cidade de Fortaleza é responsável por conectar o Brasil ao mundo, sendo o principal ponto de transferência (entrada e saída) de dados e de alto tráfego de informação. Além disso, é a cidade nordestina com a maior área de influência regional e possui a terceira maior rede urbana do Brasil em população, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro.

 

mercado-central-e-catedral-de-fortaleza-iluminados-a-noite-no-centro-da-capital-cearense-1368546614136_956x500

Mercado Central e Catedral de Fortaleza iluminados à noite, no centro da capital cearense.

Fortaleza-Praia-Mucuripe-Noite

Avenida Beira Mar.

A vegetação de Fortaleza é tipicamente litorânea. O litoral da cidade possui uma extensão de 34 quilômetros, com um total de 15 praias principais. Tem como limites a foz dos rios Ceará, ao norte, e Pacoti, ao sul. As praias mais frequentadas pelos fortalezenses são a Praia do Futuro, Praia de Iracema, Meireles e Mucuripe,  unidas pela Avenida Beira Mar, ponto de encontro de turistas e moradores ao entardecer. Além de praias, a capital cearense oferece ainda muitas opções de lazer, como o maior parque aquático da América Latina, “Beach Park”, as lagoas de Cumbuco e o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, construção com arquitetura moderna que oferece atividades relacionadas a teatros, cinemas, shows, museus e bares.

As principais obras de Fortaleza estão presentes nos portos da cidade. Reformas nos portos do Pecém e do Mucuripe atraem investimento em infraestrutura e moradia na capital cearense. Apesar das reformas de modernização do litoral, a engenharia civil ganhou muito destaque na cidade durante a construção do estádio “Castelão” para a Copa de 2014. Muito se falava que a construção se tornaria um “elefante branco” no Ceará, entretanto, as torcidas apaixonadas dos times Ceará e Fortaleza utilizam o novo estádio de forma que o mesmo gere lucro para a capital, com jogos de casa cheia e muita emoção.

Existe na cidade um teatro totalmente dedicado ao humor. Chamado de Teatro do Humor Cearense, ele conta com cinco apresentações por semana. Outra atração curiosa é o Museu do Humor Cearense, com acervo e apresentações totalmente dedicadas ao riso. Por sinal, alguns dos melhores comediantes brasileiros são cearenses, entre eles Chico Anysio e Tom Cavalcante. Como vemos, o humor é coisa séria para os cearenses. Portanto, espera-se que o evento a ser realizado na cidade de Fortaleza seja recheado de aprendizado, integração e felicidade.

15032063_1817489821860432_6760207342397979148_nFortalezaInstituto Pinheiro

Copa do Mundo FIFA 2014 -Estádio Mário Filho (Maracanã) e Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada)

petcivil_na_copa

Dando continuidade a série “PET Civil na Copa”, hoje o post retratará  sobre  as obras no Estádio Mário Filho ( Maracanã) e na Arena da Baixada, que estão localizados respectivamente no Rio de Janeiro e em Curitiba.

Estádio Mário Filho (Maracanã)

?????????????????????

O Estádio Jornalista Mário Filho, mais conhecido como Maracanã, e  popularmente chamado de Maraca, é um estádio de futebol que está localizado no Rio de Janeiro e  foi inaugurado em 1950, tendo sido utilizado na Copa do Mundo de Futebol daquele ano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Maracanã foi reformado para se adequar à recomendação do Caderno de Encargos da FIFA (Federação Internacional de Futebol) com vistas à realização da Copa das Confederações 2013 e Copa do Mundo de 2014. Segundo o Governo do Estado do Rio de Janeiro, executor das obras, o estádio recebeu modificações em seus acessos, aumento no número de sanitários e de lanchonetes.

maracanacobertura30904rt

O Maraca ganhou uma nova cobertura em membrana de teflon e fibra de vidro com tecnologia autolimpante, mas a fachada – tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – foi mantida. Para atender às exigências da Fifa de criar pelo menos 14 mil vagas de estacionamento, o projeto utilizou locais em um raio de 1,5 quilômetro em volta do estádio. São mil vagas no próprio Maracanã, e as demais na Quinta da Boa Vista, UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), Colégio Militar e áreas do Exército.

Números:

  • Capacidade para 78,8 mil pessoas
  • Acesso por meio de 17 elevadores, sendo oito panorâmicos, 12 escadas rolantes e seis rampas
  • Interior com 110 camarotes, 292 banheiros e 60 bares e lanchonetes
  • Quatro telões em alta definição e sistema de som composto por 78 autofalantes.

Custo: R$ 808,4 milhões

Contrato: público

Construtoras: Andrade Gutierrez e Odebrecht

 

Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada)

fotos-da-arena-da-baixada-veja-aqui-5

 As obras de reforma e ampliação da Arena da Baixada para sediar os jogos da Copa do Mundo 2014 tiveram início em outubro de 2011 , representando uma nova fase para o Estado do Paraná, para a cidade de Curitiba e para o Clube Atlético Paranaense. A Arena contribuirá para deixar um legado de grande relevância para toda a população paranaense.

A área construída total da Arena é de 122.479 m². A ampliação tem uma área total de 64.502 m², sendo 41.307 m² correspondentes a ampliação do estádio, 19.234 m² ao novo estacionamento, e 3.961 m² ao centro de imprensa.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para os jogos de futebol, a Arena contará com uma capacidade total de 41.482 cadeiras no modo FIFA (Copa 2014) e 42.372 cadeiras no modo Legado. No modo FIFA, como será utilizada na Copa do Mundo 2014, a Arena acolherá 37.696 espectadores de público geral, 2.589 de público VIP, e 1.197 de imprensa. O estacionamento do estádio contará com uma capacidade de mais 928 vagas.

Atletico PR v Corinthians - Friendly Match and Test Event in preparation for FIFA Brazil World Cup

A Arena da Baixada tem todas as instalações de uma verdadeira arena multi-eventos. Cobertura total, infraestrutura de última geração como um edifício inteligente, espaços de imprensa, vip e amplos vestiários para atender aos protagonistas do espetáculo. Poderão ser realizados eventos esportivos de qualquer modalidade, eventos culturais, religiosos, sociais, shows, entre outros. A ARENA poderá receber, dependendo do evento, entre 40 a 60 mil pessoas.

Custo: R$ 234 milhões

Contrato: privado

Construtora: Cap/SA

Veja outros posts da série ” PET Civil na Copa” : Mineirão e Arena Pantanal, Arena Fonte Nova e Arena da Amazônia , Obras em São Paulo e Natal e Obras de estádios e infraestrutura urbana.

Fontes: Portal2014ArenadaBaixada,  Portal2014Maracanã, PortalTransparência Copa2014.

Copa do Mundo FIFA 2014 – Estádio Mineirão e Arena Pantanal

petcivil_na_copa2Dando continuidade a série “PET Civil na Copa”, hoje o post irá falar sobre o Estádio Mineirão e a Arena Pantanal, respectivamente localizados em Belo Horizonte e Cuiabá.

Estádio Mineirão

Novo_mineirão_aérea

O Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Estádio Mineirão ou “Gigante da Pampulha”, foi inaugurado em 1965 com o objetivo de atender a demanda de jogos dos principais times do estado de Minas Gerais, o qual foi determinante para o desenvolvimento do futebol em Belo Horizonte tanto na esfera nacional quanto internacional. Para a Copa do Mundo de 2014, o Novo Mineirão recebeu obras para melhorar suas acomodações de torcedores, jogadores e jornalistas, diminuindo sua capacidade de 76 mil para 64 mil pessoas, tornando-se um estádio padrão para a realização de jogos internacionais.

A reforma, que durou três anos e manteve a mesma fachada, foi entregue oficialmente em dezembro de 2012, e foi o segundo estádio a ficar pronto para a Copa de 2014. As principais mudanças realizadas foram rebaixamento do campo, proporcionando aumento da visibilidade; novos vestiários; recuperação estrutural do estádio, criação de novos acessos à arena, entre outras ações. Importante ressaltar que uma das principais metas da obra de modernização do Mineirão é obter a certificação Leed (Leadership in Energy and Environmental Design), que atesta o estádio como um empreendimento ambientalmente sustentável.

Custo: R$ 695 milhões

Contrato: Parceria Público-Privada – PPP (concessão por 27 anos)

Construção e operaçãoConsórcio Minas Arena S.A. (Construcap, Egesa e Hap)

Financiamento: R$ 400 milhões viabilizado pelo programa ‘BNDES ProCopa Arenas’

Capacidade: 64 mil lugares

Estacionamento2.644 vagas, sendo 1.704 cobertas

Inauguração: 21 de dezembro de 2012

Fotos

Arena Pantanal

cuiaba_aerea_arenapantanal

Para a construção da Arena Pantanal, que se iniciou em 2010, foi necessária a demolição do antigo Estádio Governador José Fragelli, inaugurado em 1975 e conhecido como “Verdão”. O estádio possui várias ações de cunho sustentável, possui um design arquitetônico diferenciado para uma melhor circulação de ar, jardins e árvores nas aberturas laterais, escolha de materiais específicos para compor a fachada, que é dividida em três partes, ela tem uma membrana na cor verde, que é perfurada e permite uma melhor ventilação; tudo para propiciar conforto térmico aos espectadores.

O local foi realizado para permitir diversos tipos de eventos e será um novo ponto de lazer  com restaurante, bares, passarela, jardins e uma escadaria, que pode servir como palco de shows. Além disso, as arquibancadas em estruturas metálicas atrás dos gols foram projetadas para serem removíveis. Ou seja, o estádio tem um caráter multiuso, possibilitando que as estruturas internas sejam removidas, de acordo com a utilização do ambiente. Alguns andares podem ser utilizados como centro de convenções ou salas de aula.

Custo: R$ 519,4 milhões

Contrato: Público

Construção e operaçãoMendes Júnior

Financiamento: R$ 339 milhões viabilizado pelo programa ‘BNDES ProCopa Arenas’

Capacidade: 43 mil lugares

Inauguração: 02 de abril de 2014

Fotos

Fontes: Uol, Portal 2014, Belo Horizonte, Portal da Transparencia, Portal da Copa.