XI Olimpíada de Engenharia Civil – Concurso de Pontes de Papel

A XI Olimpíada de Engenharia Civil da UFJF – Pontes de Papel – é uma promoção do PET Civil e conta com o apoio da Faculdade de Engenharia. Esta é a 11ª edição do concurso, realizado anualmente na UFJF. Entre … Continuar lendo

Engenharia Civil

Engenharia Civil é o ramo da engenharia que projeta, gerencia e executa obras como casas, edifícios, pontes, viadutos, estradas, barragens, canais e portos. O engenheiro civil projeta, gerencia e acompanha todas as etapas de uma construção ou reforma. Sua atuação inclui a análise das características do solo, o estudo da insolação e da ventilação do local e a definição dos tipos de fundação. Com base nesses dados, o profissional desenvolve o projeto, especificando as redes de instalações elétricas, hidráulicas e de saneamento do edifício e definindo o material que será usado. No canteiro de obras, chefia as equipes de trabalho, supervisionando prazos, custos, padrões de qualidade e de segurança. Cabe a ele garantir a estabilidade e a segurança da edificação, calculando os efeitos dos ventos e das mudanças de temperatura na resistência dos materiais usados na construção. Esse profissional também pode dedicar-se à administração de recursos prediais, gerenciando a infraestrutura e a ocupação de um edifício.  arcos-betao-ponte-whilamut-01

Desta forma, a formação de um engenheiro civil é fortemente ligada às ciências exatas. Contudo, um bom profissional deve conter muitos outros atributos, principalmente habilidades em comunicação e de análise racional dos fatos, além de seguir um código de ética, visto que suas obras influenciam significativamente em todos os segmentos da sociedade. Dada a vasta abrangência, a engenharia civil divide-se em vários campos específicos, desde geotecnia, mapeamento, até transportes, construção, dentre muitas outras. arquitetura-civil

Abordando aspectos do curso de Engenharia Civil, disciplinas como matemática, física, estatística, desenho e lógica são o forte do currículo. Portanto, prepare-se para exercitar suas habilidades em cálculo e desenho. Há atividades em laboratório e matérias das áreas de Administração e Economia que ensinam técnicas e métodos de gerenciamento de projetos e equipes. O curso possui duração média de 5 anos: nos dois primeiros anos os estudantes cursam matérias relacionadas à ciências exatas – cálculo, física, química, geometria analítica, etc; nos três anos finais, cursa disciplinas mais ligadas às áreas de especialização escolhidas: estruturas, construção civil, hidráulica e saneamento, transportes ou geotecnia. Para obter o diploma, o estágio é obrigatório, assim como um trabalho de conclusão de curso.

Com relação ao mercado de trabalho, o ótimo desempenho do setor imobiliário nos últimos anos influenciou na grande procura pelo engenheiro especializado em construções urbanas, residenciais ou corporativas. O crescimento da economia e os programas do governo federal, como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e o Minha Casa, Minha Vida, alimentam a demanda pelo profissional. A região Sudeste continua sendo o principal mercado para este profissional. aquecimento-edificios-cloud-01

Fonte: GuiaDoEstudante; EngenhariaCivil; Wikipédia;

6 dicas para você sair na frente depois da graduação

Depois de anos de esforço e estudos, em meio ao estresse da monografia e da festa de formatura, nós universitários seremos lançados sem dó para o mercado de trabalho. Mas como um recém-formado pode conseguir um bom emprego se as empresas exigem … Continuar lendo

Universidade inovadora na preparação para a vida profissional

quarta universitaria

 

Imagine uma escola sem professores, sem salas de aula e sem provas. Horário também não tem: funciona dia e noite, sem interrupção. Os alunos comparecem quando querem, e ainda assim seus grandes salões repletos de computadores estão quase sempre cheios. Às vezes bate o cansaço e alguns alunos dormem pelos cantos sobre colchonetes ou camas infláveis sem que ninguém reclame.

Essa escola existe. Fica em Paris, em um edifício de três andares, instalações modernas e bem- equipadas, com computadores de última geração. Em julho ,completará um ano de funcionamento. Seu nome é École 42 e custou 70 milhões de euros. Concebida, fundada e financiada por Xavier Niel, empresário da área de comunicações e detentor da 10ª maior fortuna da França, a escola é inteiramente gratuita, com todas as despesas arcadas pelo próprio Niel.

A escola está mais calcada no conceito de aprender do que no de ensinar. Nela, desde o momento em que ingressa, o aluno recebe tarefas e tem que se virar para cumpri-las. O aluno dispõe de todos os recursos necessários: computadores, internet e o que mais imaginar, além de uma lista de vídeos com informações genéricas sobre o tema. É ele quem pesquisa a melhor maneira de cumprir sua missão e resolver o problema.

Os alunos contam com monitores, alunos mais adiantados que se oferecem para ajudar. Mas é preciso entender que, nesse contexto, ajudar não significa ensinar a resolver o problema, mas sim auxiliar a encontrar o caminho que leva à solução.

“É uma universidade ‘mãos na massa’, já no primeiro dia eles recebem projetos para fazer e serão orientados por uma equipe de monitores gente fina que não estão aqui para ensinar coisas mas sim para mediar esta comunidade para que ela se desenvolva”, explica Yamgnane, diretor acadêmico e fundador.

A École 42 não visa apenas fazer com que os alunos aprendam, mas prepará-los para a vida profissional fazendo-os enfrentar, e superar, dentro da própria escola o mesmo tipo de dificuldades que encontrarão no mundo das empresas. Por isso, usa métodos tão pouco convencionais.

No curso são avaliadas qualidades como capacidade de trabalhar em grupo, criatividade e, claro, a habilidade em programar e conhecimentos específicos da área de informática. Isso porque, segundo um dos monitores, “na vida real nunca se sabe como seremos julgados”.

Apesar de nova, a Ecole 42 já nasceu cheia de prestígio e extremamente disputada. Quando abriram as inscrições, 70 mil pessoas se candidataram. Na primeira peneira de testes e de lógicas, realizados online, passaram 20 mil. Da segunda, sobraram quatro mil. Agora eles brigam pelas mil vagas definitivas.

Na última etapa de seleção os candidatos passam quatro semanas dentro da escola sem nenhum dia de folga. Eles fazem exercícios, provas e trabalhos de grupo.

rendu-entree-42

certains-tapent-le-somme-a-meme-la-salle

Você gostaria de estudar em uma universidade com esta?

 

Fonte: GloboNews